terça-feira, 14 de agosto de 2012

Pais Terceirizados

“Esta é, com certeza, a geração mais abandonada de todos os tempos.” Afirma o psicólogo inglês Steve Biddulph, um dos mais requisitados especialistas em educação de crianças. “Pesquisas feitas na Inglaterra mostram que os pais passam apenas seis minutos proveitosos com seus filhos por dia. Não basta dar comida, presentes, sentar em frente da televisão e esperar que seu filho tenha um comportamento exemplar.” (Revista Veja, 21 de Julho, 2004. P. 76) A falta de tempo para se dedicar aos filhos, é uma conseqüência da época em que vivemos, e tem afetado drasticamente a educação das crianças. Existe uma maneira de não gastar tempo com filhos, basta não tê-los. Mas parece que alguns pais, bem mais moderninhos, descobriram outra forma de criar filhos gastando o mínimo de tempo: a terceirização. Uma das características do século XXI é a terceirização, ou seja, passar para terceiros a realização de determinadas tarefas. Para evitar trabalho e dores de cabeça contrata-se uma firma especializada, para cuidar de certos setores. Chegamos a ponto de terceirizar até a criação de nossos filhos! O que deveria ser um apoio para os pais na formação do ser humano acabou tomando o lugar deles, veja só: A educação, tanto acadêmica como a formação ética e moral, foi passada para as escolas. Nas reuniões de pais as escolas andam pedindo ajuda aos pais para que os alunos cumpram com seus compromissos escolares, respeitem os colegas e funcionários... e os pais respondem com um pedido de socorro: Eu não sei mais o que fazer com este menino, façam o que quiserem! Ao ser chamada na escola de seu filho pela 4ª vez, uma mãe alegou que não tinha tempo para o filho porque estava trabalhando muito para lhe proporcionar uma vida melhor. Os cuidados diários foram transferidos para os irmãos mais velhos, tios, e até para os vizinhos, que dão uma “olhadinha” de vez em quando na criança. Sozinhas em casa muitas se sentem inseguras e abandonadas. Uma mãe foi para os USA e deixou a filha de quatro anos com o pai. A criança disse que a mãe foi ganhar dinheiro e vai mandar um celular para ela. Parece que a filha aprendeu rápido a lição que a mãe lhe deu: coisas valem mais que pessoas. A formação do caráter agora é eletrônica: a tv e os jogos eletrônicos cuidam disso. Muitas meninas se vestem e agem imitando toda a sensualidade das animadoras de auditório; maquiagem e cantadas nos meninos já são comuns. Os meninos falam e se portam seguindo os modelos que têm de violência e desrespeito; chutam, batem e quebram. A educação moral e cristã já virou função da igreja. Pais cristãos levam as crianças para as classes bíblicas para descansarem de mais esta responsabilidade. Muitos nem sabem se seus filhos já confessaram a Jesus como seu Senhor e Salvador (Rm 10.9,10). Todos estes serviços e pessoas podem e são ajudas preciosas e têm seu papel na formação das personalidades, mas nunca deveriam tomar o lugar que cabe aos pais. Será que a falta de tempo nos levou a isto? Lídia Weber, psicóloga; em entrevista a revista Veja em 02/06/04, disse: “Educação é trabalho. Se você tem um relatório para entregar no dia seguinte, vira a noite mas o faz. Por que muitas pessoas não têm esse empenho quando se trata de educar suas crianças.” Realmente nossos valores estão se invertendo. Hoje o que vale é ter mais e nem tanto ser mais. Precisamos entrar em estado de alerta! A Bíblia diz: Não imitem a conduta e os costumes deste mundo, mas seja, cada um, uma pessoa nova e diferente, mostrando uma sadia renovação em tudo quanto faz e pensa. E assim vocês aprenderão, de experiência própria, como os caminhos de Deus realmente satisfazem a vocês. Romanos 12:2; Bíblia Viva. Siga os preceitos de Deus e Ele lhe trará satisfação verdadeira. Também conheço mães e pais, que realmente precisam gastar boa parte do tempo trabalhando, mas se empenham para investir tempo de qualidade em seus filhos. Sabem onde eles estão, com quem andam, como vão na escola, o que lhes dá alegria, o que lhes entristece; conhecem seus filhos. Amam, disciplinam, sabem dar os limites necessários. Quando não sabem, procuram ajuda com pessoas e literaturas adequadas, sem no entanto, transferirem a terceiros a missão de educar seus herdeiros. O que seu filho mais precisa é de você. Não dá para ser pai e mãe por correspondência ou só por telefone. Educar é relacionar. Relacionar gasta tempo, energia, paciência, negação de si mesmo; e por outro lado; produz caráter, alegria, equilíbrio, saúde, felicidade. Uma vez pedi ao Dr. Russell Shedd que orasse por mim, pelo meu ministério de ensino. E a primeira coisa que ele mencionou na oração foi minha vida familiar. Ele pediu que eu fosse uma boa mãe e boa esposa. Que exortação este mestre me deu neste dia! Orou pelo ministério de mãe e esposa, os principais da vida. Não dá para terceirizar a responsabilidade de educação dos filhos, pois foi o próprio Deus que a delegou aos pais: “E você deve meditar sempre nestes mandamentos que hoje estou ordenando – os quais você deve ensinar aos seus filhos. É preciso que você converse sobre estas leis quando estiver em casa, quando estiver andando pôr algum caminho, na hora de dormir e logo ao despertar.” Dt. 6:6,7. Nada é mais importante que a educação de seus filhos! Nem carreira, nem bens materiais, nem a pia sempre limpa. Crianças precisam de pais que a amem o suficiente para investir tempo neles, amá-los e dar-lhes limites e liberdade na dose certa para serem felizes. Que Deus lhe dê amor, sabedoria e coragem para educar seus filhos como eles precisam ser educados. Invista em seus filhos, é sua missão e vale a pena! Por: Alexandra Guerra Castanheira -

A disciplina livra a criança da morte

Pv.23:13 diz que a disciplina como a vara não matará a criança. Muito pelo contrário. Poupará a sua vida de uma morte prematura ( Pv.19:18 ) e possivelmente de uma eternidade no inferno: "Tu a fustigarás com a vara e livrará a sua alma do inferno" Pv. 23:14. Disciplina sempre visa o bem estar do filho. Não visa punição, mas criação. O fruto de disciplina dos filhos é um lar tranqüilo - "Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias a tua alma" Pv. 29:17. Quem não quer ter filhos sob controle? Quem não quer ter paz no lar? A correção agora, mesmo que custe e cause dor, trará inúmeros benefícios aos pais e ao filho. Que alvo desejável! Que princípio encorajador! Vale a pena, papai! Vale a pena, mamãe! Corrijam agora, e recebam descanso depois. Princípios de Disciplina: 1 - Disciplina segue instrução clara e objetiva. 2 - É uma expressão de amor. 3 - Tem de ser administrada com diligência e coerência. 4 - Não deve machucar ou ferir a criança, mas causar uma certa dor temporária. 5 - Disciplina visa restauração e correção, não punição. 6 - Deve incluir o uso da vara, embora outras formas de disciplina talvez sejam apropriadas em certos casos. 7 - Disciplina é necessária por causa da natureza pecaminosa da criança. 8 - Poupará a vida (alma) da criança da morte. 9 - Disciplina apropriada não prejudica a criança. 10- Dará uma vida de paz e sucesso aos pais e filhos. Exige coragem ter filhos? Talvez, mas exige muito mais. Exige bom senso para seguir o padrão bíblico. Quem precisa de coragem são os pais que preferem fazer as coisas "do seu jeito", ignorando o conselho claro da Palavra de Deus.

Nossos Filhos no Templo

A criança é a Igreja de hoje, e não a Igreja de amanhã como fomos ensinados. Podemos ter como exemplo o rei Josias que com oito anos de idade começou a reinar; e a Bíblia diz que "Fez o que era reto aos olhos do Senhor".(II Reis 22:2) A Palavra de Deus diz: "Deixai vir a mim os pequeninos e não os impeçais, porque dos tais é o Reino de Deus." (Lucas 18:16) Como podemos impedir uma criança de ir ao Senhor? 1º Não levando-a ao culto - queridos, não deixem seus filhos em casa nos dias de culto. No início pode ser difícil para eles ficarem quietos, mas com o tempo eles aprenderão a amar ao Senhor e a reverenciá-lo. 2º Não ensinando o caminho que eles devem andar - não devemos achar que nossos filhos são novos demais para aprender, devemos inculcar neles a Palavra de Deus. Inculcar no hebraico significa costurar no coração. 3º Não tenha um tempo de oração com eles, adoração e louvor ao Senhor. Ensine-os o caminho da adoração - da boca dos pequeninos sai o perfeito louvor. Adore ao Senhor junto com seus filhos; tenha um tempo de oração com eles, adoração e louvor ao Senhor. Os discípulos tentaram impedir as crianças de chegarem até Jesus, mas os pais que as levaram até Ele, sabiam que se Ele as tocasse a vida delas seria transformada e Jesus queria tocá-las e abençoá-las. E esse é o desejo de Jesus para nossos filhos: tocá-los e abençoá-los. Fonte: montesião.pro.com

terça-feira, 10 de julho de 2012

A ORAÇÃO É A CHAVE

“Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu a farei” (João 14:14). Material Necessário 2 cadeados pequenos e chaves 3 chaves velhas de tipos diferentes 1 porta-jóias (pode ser substituído por caixinha de papelão revestida com papel amarelo) 7 a 8 tipos de jóias (podem ser anéis, pedra preciosas, colar de pérolas etc.) Modo de Preparar Coloque as jóias na caixa. (Caso utilize a caixa de papelão, tente fechá-la colocando uma alça na tampa e na caixa para fechar com o cadeado. Caso utilize um porta-jóias com chave, será necessário apenas um cadeado.) Coloque etiquetas em cada chave, com as seguintes ins­crições: DINHEIRO, FAMA, POBREZA. Coloque etiquetas também em cada jóia. As etiquetas das jóias devem conter as seguintes inscrições: “Ajuda na angústia”, “Perdão”, “Saúde”, “Força”. NOTA: A chave que abre a caixa ou o cadeado que tranca a caixa deve conter uma etiqueta com a palavra ORAÇÃO. Mensagem Mostre um cadeado e sua forma de fechadura. Enquanto você abre e fecha esse cadeado com a própria chave dele, explique que existem muitas outras fechaduras que necessitam das suas chaves próprias para que possam ser abertas, como por exemplo: A porta da nossa casa, a fechadura do carro, a fechadura da mala, da loja, do portão etc. Há, porém, um tipo de fechadura bem diferente dessas que aqui se encontram. Essa fechadura necessita de uma chave diferente também. É a fechadura do maravilhoso tesouro de Deus (coloque o porta-jóias sobre a mesa e não mostre a chave). Bem, se este porta-jóias fosse o tesouro de Deus e você necessitasse de uma ou mais bênçãos, como ajuda na angústia, perdão ou força, como você poderia ter acesso a essas coisas? Será necessário uma chave especial, uma chave própria para abrir esse tipo de fechadura (mostre que a caixa está fechada). Vamos tentar agora descobrir qual é a chave especial que necessitamos para abrir o maravilhoso tesouro de Deus. Primeira chave – DINHEIRO O dinheiro pode comprar as bênçãos de Deus? (Tente a chave na fechadura.) O dinheiro nunca pode comprar o perdão ou a ajuda de Deus em tempo de angústia ou necessidade. Segunda chave – FAMA Algumas vezes você vê o filho de uma pessoa famosa e imagina que a chave da fama irá abrir a caixa do tesouro. Talvez seja o filho do prefeito ou do presidente, porém, ter pais famosos não irá abrir o cadeado. Terceira chave – POBREZA A pobreza irá abrir o tesouro? Não. O fato de ser pobre não implica em que o cadeado abra a caixa do tesouro. Há apenas uma chave que pode abri-la. É a chave da oração (segure a chave correta, rotulada com a palavra ORAÇÃO). Comente, em poucas palavras, como Elias usou a chave da oração para provar que Deus é o único Deus verdadeiro (I Reis 18:17-36) e como a Igreja orou pela libertação de Pedro (Atos 12:5-12). (Abra a caixa e mostre algumas jóias que ela contém e leia as etiquetas coladas nessas jóias.) Jesus disse: “Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu a farei” (João 14:14). Primeiramente, peça para as meninas lerem o verso, depois para os meninos. REFLEXÃO A oração é a forma que temos para nos comunicarmos com Deus. Essa comunicação é tão importante como uma chave é para a sua fechadura. Através da oração, podemos abrir diferentes caminhos para a nossa vida, pois estaremos entregando nas mãos de Deus as nossas maiores necessidades. Devemos, portanto, falar com o nosso Deus diariamente e entregar a Ele a nossa vida. Então Ele abrirá a caixa de tesouros do Seu infinito amor para colocá-los à nossa disposição. Vocês gostariam de falar com Deus diariamente? Orem sempre. A Bíblia nos aconselha: “Orai sem cessar” (I Tessalonissenses 5:17). Isso não quer dizer que devamos estar ajoelhados o tempo todo, mas sim, que devemos estar em comunhão constante com Jesus, recorrendo a Ele sempre que precisarmos, não importa o local, tendo a certeza da Sua companhia ao nosso lado, constantemente, para nos animar e ajudar. Esse é um privilégio que tem todo fiel seguidor do Senhor Jesus, pois Ele está sempre pronto a ouvir aqueles que O buscam.

AS MÃOS

Juca (mostre o visual com rosto triste)chega atrasado para o culto e sentou-se perto de Zeca, que segurava a Bíblia aberta enquanto a leitura estava sendo feita. Juca quis saber onde estavam lendo e abriu sua Bíblia. Mas onde ficava o livro de Daniel? - pensava enquanto mexia rapidamente nas folhas. Juca não achou o texto e resolveu passar o tempo folheando o hinário. ele gostava de ter as mãos ocupadas (mostre a mão triste). Na verdade aqueles livros não pertenciam a Juca; eram da igreja, e como Juca sempre esquecia de trazer os deles, pegava os que ficavam para os visitantes. Juca mexia nas folhas de um jeito que fazia “orelhas” nas páginas. Zeca (vire o visual para o rosto alegre) terminou de ler sua Bíblia e fechou-a com cuidado. Ao abrir seu hinário, virou as páginas com cuidado e logo encontrou o hino anunciado. Ao seu lado, Juca continuava procurando, pois não tinha prestado atenção e confundira o número. Enquanto todos cantam, Juca interrompe Zeca para saber o número do hino. Chegou a hora do ofertório e Juca (vire o visual para o rosto triste) fez um barulhão com as moedas que tinha trazido. Parecia que ele desejava que todos soubessem que tinha dinheiro em suas mãos. Zeca (vire o visual para o rosto alegre) sabia que entregar a oferta durante o culto era parte da adoração ao Senhor. Zeca reconhecia que Deus era o Senhor Todo poderoso, dono de tudo; a oferta era uma demonstração de seu amor para Deus e não uma amostra para os outros (mostrar a mão alegre) e por isso Zeca colocava sua oferta com cuidado. Suas mãos estavam sempre prontas para glorificar ao senhor e isto envolvia ajudar aos outros na igreja, em casa, na escola, em qualquer lugar. O que aprendemos com Zeca e Juca? Que podemos glorificar a Deus com nossas mãos. De que maneira podemos mostrar boas maneiras na Casa de Deus com nossas mãos? (colocar o cartaz FOLHEAR CUIDADOSAMENTE A BÍBLIA E O HINÁRIO e SEGURAR CUIDADOSAMENTE A OFERTA). O nosso versículo é: “...e seja o erguer de minhas mãos como oferenda vespertina.” Sl 141:2b. Vamos oferecer nossas mãos para a glória de Deus hoje?

OS PÉS

Zeca e Juca são dois meninos que freqüentam a igreja todos os domingos e até as reuniões semanais. Zeca é um menino comportado que ajuda as criança salvas a terem um bom comportamento na casa de Deus. Juca representa as crianças que, mesmo tendo recebido a Jesus como salvador, demonstram péssimo comportamento na igreja. Vamos aprender com o Zeca (mostre o rosto alegre) e também com o Juca (vire, mostrarndo o rosto triste) como podemos ter BOAS MANEIRAS NA CASA DE DEUS (coloque este letreiro), e assim glorificar a Deus com nosso corpo.
Juca está apressado. Ele se atrasou para chegar à igreja, e ainda quis beber água antes de entrar na classe. Juca está se lembrando da campanha de pontualidade e quer chegar a tempo; por isso, acaba correndo pelos corredores, pensando que é a única pessoa no prédio. Desta forma Juca quase derruba uma criança pequena e assusta os mais idosos. Zeca já está na classe quando a campainha toca avisando que a aula vai começar. Ele procura chegara tempo de ir ao banheiro e beber água para não sair durante a aula. Zeca sabe que a escola Dominical é importante para a sua vida e por isso vem calmamente para a igreja. Zeca é um bom corredor, mas deixa sua corrida para a pista de atletismo da escola e para a hora do futebol. Correr é bom, crianças, mas deve ser no lugar certo. Na igreja, a casa de Deus, os nossos pés devem andar silenciosamente. Vamos aprender Ec 5:1 (Professor, oriente seus alunos na leitura deste versículo: uma vez você, outra vez todos, depois só os meninos, seguidos das meninas e assim por diante). O que significa este versículo? Como podemos glorificar a Deus coom o nosso corpo? (Incentive seus alunos a participarem dando a respostas que é: Andar na casa de Deus). Isso mesmo, descobrimos que a casa de Deus é lugar para os nossos pés andarem silenciosamente. (colocar o cartaz ANDAR COM CUIDADO NA CASA DE DEUS) De que outra maneira podemos mostrar boas baneiras na Casa de Deus? (colocar o cartaz SER PONTUAL). Descobrimos com o Zeca que ser pontual, quer dizer, chegar a tempo pra tudo, é outra maneira de glorificar a Deus. Zeca também se prepara para não precisar sair durante a aula, para não atrapalhar a professora ou desviar a atenção das crianças. Podemos pensar então em outra forma de agir com boas maneiras na Casa de Deus. Você saberia dizer? (colocar o cartaz ENTRAR E SAIR NA HORA CERTA) Nossos pés podem glorificar a Deus de várias formas. Observe Juca novamente (mostre o pé triste). Juca diz: - Corri tanto! Estou tão cansado! Vou descansar meus pés no banco. Juca colocou os pés no banco à frente do seu. Acabou sujando e arranhando a madeira, estragando a pintura nova. Juca sabia que aqueles bancos eram para todos se sentarem e nunca para colocar os pés, mesmo se eles não sujassem ou arranhassem. Juca é muito descuidado e com seus pés esta destruindo ao invés de cuidar da casa de Deus. Zeca, entretanto, (mostre o pé alegre) é cuidadoso na casa de Deus. Ele ajuda a professora a colocaras coisa no lugar, recolhe o lixo espalhados e, durante a aula, procura se sentar direito, com os pés no chão, para não atrapalhar ninguém. Ele sabe que os móveis da igreja pertencem ao Senhor e são as pessoas (jovens, adultos e crianças) que devem ser cuidadosos com tudo. Há pessoas escaladas para tocarem os instrumentos, manejarem o som e Zeca fica só olhando o trabalho de cada um. Quando crescer e souber, ele também poderá ajudar. Zeca fica tão atento ao programa da igreja, seja na escola Dominical ou no culto, que nem vê o tempo passar. Ele gosta de estar na casa de Deus, (mostre novamente o pé triste) mas o Juca...! Nunca está contente. Mexe-se no banco, sai do lugar, até parece que tem formigas incomodando seus pés. Vamos lembrar como nossos pés podem glorificar a Deus.

OS OLHOS

Juca (mostre o rosto triste) fica tão desatento na Casa de Deus que não ouve o Pastor dizer que é tempo de todos orarem. Seus olhos ficam abertos, observando as flores no vaso, a cor da camisa do Sr. Pedro, e finalmente vê que todos estão de olhos fechados (mostre o olho triste). Ele sabe que isso significa que é hora da oração, mas nem se importa e ainda pensa: - Que oração mais comprida! Não acaba nunca! Juca resolve então ver uma revistinha dentro da igreja e bem na hora do culto. Zeca, entretanto, (vire para o rosto alegre) está de olhos fechados acompanhando a oração e no final diz: “Amém”, porque ele acompanha todas as palavras. Zeca sabe que orar é falar com Deus. Sabe também que fechamos os olhos (mostre o olho alegre) para pensar em Deus sem nos distrairmos olhando para as outras coisas, e para prestarmos atenção nas palavras que estão sendo ditas. Podemos orar em qualquer lugar pois Deus, que é espírito, está em toda parte e pode nos ouvir. Mas na igreja oramos de um modo especial. Imagine você indo na casa de alguém e voltando para sua casa sem ter falado com aquela pessoa? Pois é assim que Juca tem feito e muitas crianças fazem. Descobrimos agora outra maneira de mostrar boas maneiras na Casa de Deus. Descobrimos que a Casa de Deus é um lugar de oração. E para orar pensando realmente em Deus, devemos FECHAR OS OLHOS NA ORAÇÃO (colocar o cartaz). O versículo nos diz que Deus vê tudo e ouve as nossas orações ou súplicas. Vamos abrir as nossas Bíblias em I Pe 3:12 'Porque os olhos do Senhor Deus repousa sobre os justos' e ler atentamente. (Professor, oriente seus alunos a lerem e entenderem o versículo). Vamos decorar este versículo e, quando você estiver orando e sentir vontade de abrir os olhos ou pensar em outro assunto, repita o versículo; estou certo de que você terá vitória e boas maneiras na igreja.
Boas Maneiras na Casa de Deus Para o Professor Todos nós, os cristãos, precisamos de orientação sobre como nos comportar na Casa de Deus, pois somos mordomos de tudo o que Deus nos dá para usarmos no Seu serviço: saúde, dinheiro, prédios, móveis, instrumentos musicais, tempo, vidas. Deus tem confiado a nós professores, o bem mais valioso: somos mordomos das vidas de nossos alunos. As criançs são inteligentes e capazes de ter um bom comportamento na Casa de Deus e em qualquer lugar. O que lhes tem faltado são professores e pais que disponham de tempo e persistência para orientá-las, orar por elas e com elas, gastar tempo para aconselhá-las, e também dar-lhes bom exemplo. Muitos adultos se queixam da indisciplina das crianças na igreja, porém o problema está, muitas vezes, na falta de boa orientação. As crianças precisam de bons disciplinadores que reconheçam que são mordomos do Senhor para treinar as vidas que Ele lhes confiou. É importante que o professor não se esqueça de que "sem nascimento não há crescimento". É necessário tomar cuidado para não esperar um comportamento cristão de uma criança que ainda nem nasceu de novo. Esta lição vai mostrar, especialmente às crianças crentes, como ter Boas Maneiras na Casa de Deus. A lição divide-se em cinco partes. Você pode apresentá-la de uma só vez como o ensino principal de sua aula, ou usar uma parte cada semana, por exemplo, na abertura da aula. Depois de apresentar esta lição, observe o comportamento de seus alunos na Casa de Deus. Periodicamente, volte a abordar este assunto, pois com a repetição as crianças assimilarão melhor o ensino. Versículo Central “Porque fostes comprados por preço. Agora pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” I Co 6.20 Para a criança salva, explique que Deus a comprou para Ele. Tudo o que compramos tem uma finalidade, por exemplo: roupas é para vestir, comida é para comer, sabão é para limpar, etc. Deus nos comprou e nos salvou do castigo do pecado, a morte eterna, para que nós O glorificássemos. Você sabe como glorificar a Deus em seu corpo? Nesta lição nós vamos aprender com 2 meninos como glorificar a Deus e ter BOAS MANEIRAS NA CASA DE DEUS. Para a criança não salva, o versículo central pode ser usado para a apresentação do plano da salvação para a criança não salva: para isso explique : Deus pagou o preço para comprar você, mas é preciso aceitar esse pagamento, que é a morte de Jesus Cristo na cruz. Em I Co 15:3,4s: “Cristo morreu pelos pecados segundo as escrituras.”Os nossos pecados merecem um castigo: a Morte. E Jesus recebeu este castigo, morrendo por mim e por você. Ele pagou o preço que nós deveríamos pagar, pois somos pecadores. Pecado é tudo o que desagrada a deus; a Bíblia diz: “eu nasci na iniqüidade e em pecado me concebeu minha mãe” Sl 51:5. Desobedecer, brigar, duvidar de Deus, sentir raiva, e... são alguns exemplos de pecados; e ainda que nasceu em pecado e, por isso, é pecador como eu, também. Jesus, sendo perfeito, não merecia morrer, mas Ele fez isso para provar que Deus ama você quer perdoar o seu pecado. Jesus pode salvar você porque venceu a morte. Ele está vivo e hoje pode ser o seu salvador. Rm 6.23 diz que “O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus.” DOM GRATUITO é presente, é de graça. Você quer receber o Senhor Jesus Como o seu único Salvador? Então abaixe a sua cabeça e fale com Jesus, assim: “Querido Jesus, eu reconheço que sou pecador e creio que o Senhor morreu na cruz para me salvar. Eu quero que o Senhor venha em minha vida e perdoe o meu pecado; quero que o Senhor seja o meu único salvador. Obrigada, amém.” (Professor, procure verificar após a aula, a decisão feita pela criança que orou recebendo a Jesus como Salvador: para isso, providencie aconselhamento.)
As Boas Maneiras que estamos aprendendo ajudam a termos um comportamento que agrada a Deus em Sua casa, mas em qualquer lugar onde se reúne o povo de Deus elas são recomendáveis. Muitas crianças vêm à casa de Deus, mas estão desagradando ao Senhor com seu comportamento. A boca é uma parte do corpo que muito desagrada a Deus ao invés de glorificá-lO. Com ela nós mentimos, falamos palavrão, fofoca, etc. Juca (mostre o rosto triste) tem ouvido algumas sugestões do inimigo e, infelizmente, tem dado atenção a elas. Satanás não gosta que agrademos ao Senhor. Juca (mostre a boca triste) ainda não aprendeu a controlar sua boca na Casa de Deus e fala alto quando deveria ficar calado. Na hora de cantar ele se atrapalha com o hinário e depois diz: “Não conheço este hino; não vou cantar.” Pega então uma caneta e começa a desenhar. Zeca (mostre o rosto alegre) gosta muito de cantar (mostre a boca alegre), principalmente os hinos que falam sobre Deus, como Ele é Santo, Justo e Amoroso, e sobre o salvador Jesus que deu Sua vidapara nos salvar. Zeca sabe que Deus é Santo e nós pecadores. Através de Jesus Cristo podemos nos aproximar do Senhor e louvá-lo. Com a boca, Zeca também pode orar em voz alta. Pode ainda falar de Jesus para seus coleguinhas. Assim, com sua boca, ele pode glorificar Deus. O que você descobriu com Juca e Zeca? Sim, que a nossa boca é parte do corpo que foi comprado para glorificar a Deus. A boca que costuma CANTAR LOUVORES A DEUS (coloque o cartaz) esta agradando ao Senhor. O versículo é: “... o seu louvor está sempre nos meus lábios” Salmos 34:1b. Zeca quer sempre agradar a Deus, glorificando-o em seu corpo. Ele sabe que ninguém é perfeito, todos são pecadores, mas os que receberam o Senhor Jesus como salvador lhe pertencem e o próprio Jesus dá forças para o salvo glorificá-lo. Você, criança, e eu, somos pecadores. Mas se você tem Jesus como Salvador pode se lembrar desta verdade: Ele está sempre com você e lhe da forças para glorificá-lO em seu corpo. Deus quer que você O glorifique. Uma das maneiras de fazer isso é cantando-lhe louvores com sua boca. Conclusão Como tem sido o seu comportamento na Casa de Deus? Eu não posso ver o que vocês fazem na igreja. Sou humano e só posso estar em um único lugar cada vez. Mas Deus está em todo o lugar e vê tudo. É Deus quem lhe dá todas as coisas, como vida e saúde. Ele ficará muito contente com suas BOAS MANEIRAS em Sua casa. Você ama ao Senhor? Quer agrada-lhe? Então repita essas BOAS MANEIRAS só para você e observe como se comporta na igreja. Lembre-se de que Jesus está sempre com você que já O aceitou com salvador. Peça-lhe que o ajude a viver para glorificá-lO. Mas se você ainda não O convidou para entrar na sua vida, para perdoar seu pecado, Jesus está esperando que você o convie hoje memso. (continue o convite para a criança não salva, dando-lhe oportunidade para receber Jesus como Salvador). (Terminar com uma oração.)

quinta-feira, 15 de março de 2012

FAMÍLIA PROJETO DE DEUS


Vivemos tempos em que a família estar defasada
o crescimento do humanismo
(destronização de Deus e entronização do homem)
um meio aonde o homem, trocar de mulher
como lhe convém, quando cansa dela,
perdeu seu papel de chefe de família
tudo virou ao avesso e família perdeu seu valor.
Se nos posicionamos firmemente contra essa mudança,
que acaba com a vida e o convívio familiar
se tentarmos agir com equilíbrio e vivermos
a nossa vida o ideal familiar divino, seremos
certamente exceção em um universo em
ruínas.
Mas como esta autoridade será resgatada?
Obedecendo aos princípios de Deus para a Família, vejamos um pouco sobre isto:

Permitir que o Senhor edifique o Seu lar;
Amar a esposa(o);
Cuidar bem de sua família;
Reconhecer o valor de sua esposa(o);
Gênesis 02:24 – “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se uma só carne”.

CAIM E A ABEL - AS PRIMEIRAS CRIANÇAS

BASE BÍBLICA: GÊNESIS:4


OBJETIVO: MOSTRAR A CRIANÇA QUE DEVEMOS TER UM CORAÇÃO LIMPO PARA DEUS E CHEIO DE AMOR.


VERSÍCULO PARA MEMORIZAÇÃO:Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Mateus 5:8

A BÍBLIA NOS CONTA QUE UM MENINO APRENDEU UMA LIÇÃO MUITO DIFÍCIL SOBRE QUANTA TRISTEZA O SEU PECADO CAUSOU PARA ELE MESMO E PARA OS OUTROS , QUEREM SABER QUEM E ESTE MENINO? VOU CONTAR PRA VOCÊS......

A BÍBLIA NOS CONTA QUE NO TEMPO DE ADÃO E EVA, LOGO DEPOIS QUE ELES PECARAM E FORAM EXPULSOS DO PARAÍSO EVA TEVE UM LINDO BEBE CHAMADO CAIM E PASSADO ALGUM TEMPO A BÍBLIA NÃO RELATA QUANTO TEMPO FOI NASCEU TAMBÉM ABEL, ELES ERAM UMA FAMÍLIA COMUM COMO QUALQUER OUTRO QUE EXISTE NOS DIAS DE HOJE POIS ADÃO TRABALHAVA PARA DAR SUSTENTO A SUA FAMÍLIA E EVA CUIDAVA DOS SEUS FILHINHOS, COMO SUA MÃE FAZ COM VOCÊ NOS DIAS DE HOJE.TODOS ELES FORAM CRIADOS POR DEUS POIS DEUS E CRIADOR DE TODAS AS COISAS , , ELE NÓS AMA MUITO QUE DEU SEU ÚNICO FILHO SEM PECADO POR AMOR DE NÓS COMO DIZ EM JOÃO 3:16( Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu ÚNICO FILHO SEM PECADO, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.).ELE AMA MUITO VOCÊ COMO AMA A MIM TAMBÉM , E AMAVA TAMBÉM A FAMÍLIA DE ADÃO.


e Abel e caim cresciam sabendo que tinha que adorar ao Senhor pois seus pais o ensinavam a orar e buscar sempre o nosso Deus.Caim cresceu e se tornou lavrador ,Abel se tornou pastor de ovelhas e ambos temiam ao Senhor, porém no coração de Caim haviam maus pensamentos , e no coração de Abel havia sempre mais vontade de adorar e buscar a presença do Senhor.

Num dia os dois saíram a adorar o Senhor e sacrificar pois naquela época se faziam sacrifícios ao senhor, porém nos nossos dias não e mais preciso pois jesus o único filho sem pecado de Deus , se tornou o cordeiro vivo, e morrendo pelos nossos pecados ele nos livrou do pecado e da condenação eterna e ressuscitou nos dando a certeza da nossa salvação aleluias como diz em corintios15:3e(Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras,
E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.)
então Caim ofereceu as coisas de sua lavoura , porém Abel ofereceu ao Senhor o melhor do seu rebanho , e Deus o todo poderoso aceitou a oferta de Abel e rejeitou a de Caim.



depois disso Caim que já não tinha um coração muito bom começou a ter inveja de Abel pois Deus tinha aceitado a oferta dele e não a sua .Sabe crianças ter inveja de alguém e pecado,e pecado e tudo aquilo que desagrada a Deus,em romanos 3:23 está escrito que( todos nos pecamos e estamos separados de Deus
Romanos 3:23),e eu e você somos pecadores, e sabe quando você peca quando você sente inveja do seu coleguinha como Caim sentiu do seu irmão,quando você fica com raiva de alguém, isso e pecado ,e devemos deixar entrar no nosso coração apenas o amor pois isso agrada ao nosso Deus ,e não devemos deixar as coisas ruins entrar ,como a inveja e a raiva pois isso deixa nosso coração sujo e Deus fica muito triste com nós.



Sabe crianças Caim deixou entrar o mal no seu coração e seu coração começou a ficar sujo que ele planejou algo muito triste sabe o que foi?ele convidou o seu irmão até o campo e lá ele fez algo que deixou Deus muito entristecido com ele ,ele matou o seu irmão, que triste nê crianças ,tudo por causa da inveja



e por ele ter feito isso Deus o expulsou e assim ele aprendeu uma lição muito triste e a biblia não fala mais a tia imagina que por causa disso nunca mais ele viu seus pais Adão e Eva, e com certeza foi um pessoa muito triste,e se tornou um fugitivo para sempre,pois Deus o rejeitou.


VIRAM CRIANÇAS QUE HISTÓRIA TRISTE DEUS NÃO QUER ISSO PRA VOCÊ E PRA MIM ,ELE NÃO QUER REJEITAR NÃO ,E SABE COMO DEUS NÃO NÓS REJEITA ,SE FOMOS OBEDIENTES E AMARMOS NOSSOS IRMÃOS.

APELO: E VOCÊ CRIANÇA NÃO CRENTE QUER ACEITAR JESUS HOJE NO SEU CORAÇÃO PARA O SEU CORAÇÃO DEIXAR DE SER SUJO E DEUS LIMPAR ELE SE VOCÊ QUISER FECHE SEUS OLHOS E ORE COMIGO.

CRIANÇA CRENTE: E VOCÊ CRIANÇA CRENTE DEUS QUER QUE VOCÊ ORE ESSA SEMANA PEDINDO A DEUS QUE TIRE TODA A SUJEIRINHA QUE O INIMIGO QUER COLOCAR NO SEU CORAÇÃOZINHO,SABE PORQUE,PARA VOCÊ TER UM CORAÇÃO LIMPO E JAMAIS DEIXAR A INVEJA ENTRAR NELE, E ASSIM VOCÊ ME CONTA OQUE SENTIU ORANDO ASSIM.




ATIVIDADES:



1. Quem eram Caim e Abel?
(a) Primos que estavam visitando um parente distante
(b) Filhos de Adão e Eva
(c) Amigos de Jesus
(d) Comerciantes da vila onde moravam Adão e Eva
2. A estória diz que só um dos dois amava Deus de verdade. Você se lembra quem era?
3. Caim sentia que Deus gostava mais de Abel e tinha __________________de Abel.
4. Esse sentimento de Caim era tão forte que ele acabou fazendo uma coisa com seu irmão Abel. Qual das opções está errada?
(a) batendo
(b) abraçando
(c) brigando
(d) matando
5. A estória nos fala que Caim e Abel ofereceram sacrifícios para Deus. Será que você consegue explicar com sua palavras o que é um sacrifício?
6. Conte a alguém o que você entendeu da estória. Pode ser escrevendo, desenhando, da forma que você achar que vai ficar melhor.

FONTE:http://www.luteranos.com.br/101/infantil/historias/caim.html




Perguntas:
1. Como se chamavam os dois primeiros filhos de Adão e Eva?
2. Quais eram as profissões de Caim e Abel?
3. Quais tipos de ofertas Caim e Abel trouxeram ao Senhor?
4. Porque Caim ficou com raiva de Abel?
5. O que Caim fez?
6. O que Caim disse quando Deus lhe perguntou sobre Abel?
7. Deus sabia onde Abel estava?

PROJETO : QUEM SOU EU?????


Duração: 2 meses
Período: Março
Público Alvo: Alunos da Educação Infantil

Desenvolvimento
Sentados de forma confortável, em círculo, provocar os alunos para que observem seus próprios corpos e façam comparações: E assim propor que se agrupem de diferentes formas:

Exemplo: “Vamos juntar todas as crianças que tem cabelo bem curtinho do lado esquerdo em pé e todas as crianças que tem cabelos compridos do lado direito sentadas”. Assim, o professor pode ir brincando, criando diferentes situações de acordo com a sua turma, sempre tendo como objetivo que façam comparações a partir das diferenças e semelhanças existentes no próprio corpo e no corpo dos amigos.
Num segundo momento, que pode ser no mesmo dia ou não, o professor vai entregar uma entrevista para que os alunos relacionem suas características e preferências.

Importante:
Chegando nesta etapa o professor deverá iniciar um trabalho criando uma identidade entre a criança e a escrita de seu nome.

Sugestões de Atividades Práticas:
1 – História do nome.

Objetivo: Conhecer a origem do seu nome.
Material: Folhas de papel ofício.
Procedimento:
Propor às crianças que façam uma entrevista com os seus pais, procurando saber qual a origem dos seus nomes.

Montar com os alunos uma ficha para auxiliá-los na entrevista, incluindo perguntas tais como: - Quem escolheu meu nome? - Por que me chamo .....? O que significa ..... ?
Sugestão de Atividade: Contar a história do seu nome aprendida com a entrevista e ilustrá-la.

Idéia:
Com o trabalho da História do nome de cada aluno é interessante que sejam pesquisados os diferentes significados dos nomes de cada um e seja montado um mural com os mesmos: ilustrações feitas pelas crianças, a forma que sabem escrever o nome, o desenho de seu nome, seu auto-retrato, fotos das crianças – Este fica a critério do interesse e da criatividade do professor. É um tema rico, importante e que, certamente, encantará aos responsáveis e a toda equipe da escola exposto num belo mural.


2 – Fichário:
Objetivo: Conhecer a escrita do seu nome com diferentes formas gráficas.
Material Necessário: Fichas do mesmo tamanho e formato e uma caixa de sapatos.
Procedimentos: Montar na sala de aula um fichário com cartões que apresentem diferentes formas de escrita do nome próprio: Com letra de imprensa maiúscula, letra de imprensa minúscula, letra cursiva. Deixando claro à criança que existem diferentes maneiras para escrever o seu nome, mas todas querem dizer a mesma coisa.
Combinar com a turma o momento e o modo como deverão utilizar as fichas. (De acordo com o professor) – Pode ter em cada ficha uma foto 3x4 da criança.
Sugestão de Atividades: Identificar o nome – Escrever o nome.

3 – Lista de Palavras:
Objetivo: Identificar em diferentes palavras a letra inicial do seu nome.
Materiais: Tesoura, Revistas, Jornais, Folhetos, Cola, Folhas de ofício.
Procedimentos:
· Explorar com a classe a letra inicial do nome.
· Listar outras palavras que também iniciem com aquela letra.
· Propor que pesquisem em jornais, revistas e folhetos outras palavras que também iniciem com a letra do seu nome.
· Recortar e colar as palavras em folhas de ofício.
· Ler com a turma as palavras encontradas e juntos procurar o significado.
Sugestão de Avaliação: Reconhecer, em lista de palavras, aquelas com a letra que inicia o seu nome.
Observações: O professor pode propor à turma que cada dia um traga de casa uma palavra que inicie com a letra do seu nome e em aula encontrem o significado. Este tipo de atividade desperta no aluno um interesse maior pela pesquisa e aumento do vocabulário.

4 – Letras Móveis:
Objetivo: Conhecer as letras e escrever seu nome através de brincadeira.
Material: Letras móveis que podem ser de madeira, EVA, papelão e etc...
Procedimentos:
· Deixar expostas na sala as letras para haver um contato maior por parte das crianças com o material.
· Propor que, em diferentes momentos de aula, as crianças utilizem as letras para a tentativa da escrita de seus nomes.
Sugestão de Avaliação: Escrever seu nome numa brincadeira.

5 – Bingo:
Objetivo: Conhecer as letras que compõem a escrita de seu nome através do jogo.
Materiais: Cartelas de cartolina ou papelão; tampinhas de garrafa ou pedrinhas para marcar as letras; folhas de desenho; fichinhas com as letras dos nomes; cola; papel colorido (para fazer bolinhas de papel) ou palitos de fósforo usados.
Observação: É interessante que se repita o jogo várias vezes no decorrer das atividades antes de se propor o relatório.

6 – Corrida dos Balões:
Objetivo: Escrever seu nome.
Materiais: Balões numerados, fichas com número de acordo com os balões e com nomes e giz.
Procedimentos:
· Formar as crianças em duas filas.
· Distribuir uma ficha com um número para cada criança.
· Dado o sinal, uma de cada vez corre até os balões e estoura aquele que tiver o seu número. Dentro estará uma ficha escrito o seu nome.
· A criança deverá ler alto seu nome e reproduzi-lo no chão utilizando o giz.


***** *************

Através de uma conversa informal o professor deve pedir que cada aluno fale um pouco sobre seu dia-a-dia. É importante deixar que as crianças se expressem livremente contando casos vividos em casa, em passeios, com a família etc.
Num segundo momento oferecer uma folha em branco, revistas diversas, ilustrações diversas, e propor q façam uma montagem de recorte e colagem de tudo que encontrarem que parece com o seu dia-a-dia, com a sua vida, a sua realidade.
Realizado a trabalho o professor junta para também adicionar ao Álbum da Vida – colocando por escrito além do nome da criança qual foi a proposta da montagem de recorte e colagem.
No Álbum da Vida podem ser adicionadas: fotos das crianças em diferentes momentos: no banho, brincando, na escola, dormindo, comendo... Como, também, pode ser utilizada um técnica artística de pintura, cola colorida ou outra para a capa, que deve ser de papel mais resistente – cartão no caso – com o título: Álbum da vida – ali todos os trabalhos sistematizados serão acoplados e deverão ser encadernados ou presos com bailarinas, grampos, etc.
Música: A canou virou

· Caso haja algum nome de aluno na turma que exista uma música conhecida, esta também pode ser ouvida – não esquecendo de levantar a questão: Quando duas ou mais pessoas tem os nomes iguais, os mesmos nomes, como fazemos para identificá-las? Exemplo: Esta música foi feita a Luciana que faz parte de nossa classe ou para outra menina chamada Luciana?

PROJETO ; PAPAI QUERIDO





ustificativa: A criança deve conhecer melhor a vida do seu pai, sentir orgulho daquilo que ele faz e compartilhar de momentos juntos dentro da escola. Aproveitando o período do dia dos pais a escola deverá promover o encontro de pais e filhos neste mesmo ambiente

Objetivos:
· Valorizar da figura paterna;
· Estimular a expressão da linguagem oral;
· Reconhecer as qualidades dos pais;
· Desenvolver a criatividade da criança;
· Estimular o raciocínio e a atenção;
· Relacionar-se com a figura paterna ou a ausência dela.

Sugestões de atividades
· Em “rodinha” lembre às crianças da data que se aproxima. Pergunte as crianças o que gostam de fazer com seus pais. Aproveitar cada resposta dos alunos, orientando-os quando necessário, mas propiciando que se expressem. Promova dramatizações do dia a dia dos pais. As crianças podem também realizar pantomimas representando o pai triste, zangado ou alegre. Momento de história.
· Deixar previamente recortadas algumas imagens de cenas e objetos para ilustrar a discussão (bicicletas, pais com filhos brincando no parque, uma família tomando café da manhã, etc.). Quanto mais idéias surgirem neste momento, melhor, pois as idéias de uma criança podem ajudar a outra a se lembrar de momentos gostosos.
Para começar, lembre às crianças da data que se aproxima. Pergunte aos seus alunos o que gostam de fazer com seus pais. Pode ser interessante ter previamente recortadas algumas imagens de cenas e objetos para ilustrar a discussão (bicicletas, pais com filhos brincando no parque, uma família tomando café da manhã, etc.). Quanto mais idéias surgirem neste momento, melhor, pois as idéias de uma criança podem ajudar a outra a se lembrar de momentos gostosos.
· Mostre um modelo de cartão em branco e vá colando as figuras previamente recortadas quando forem ditas pelas crianças. Ao final, pode-se dizer que este seria o cartão de todos os pais da classe. Para aumentar ainda mais o suspense e o sucesso em relação à atividade, você poderá solicitar que cada aluno traga de casa, revistas com fotos ou figuras de pais em momentos de lazer ou praticando esportes. Explique às crianças que cada uma fará um cartão deste tipo para seu pai, com as coisas especiais que eles já fizeram ou fazem juntos, ou com as coisas que seus pais gostam de fazer. Distribua revistas e tesouras para que as crianças encontrem figuras que as inspire. Uma vez recortadas, as figuras devem ser coladas na capa do cartão.
· Proponha às crianças que escrevam a seus pais um texto que conte a eles o que elas contaram a você: as atividades que gostam de fazer juntos e porque. Dependendo do nível de escrita do grupo, talvez seja melhor pedir às crianças que escrevam um rascunho para, depois da correção, passarem para o cartão “com uma letra bem bonita”.
· Incentive-as a confeccionarem lembrancinhas para presentear os pais, como marcadores de página, em que as crianças; desenham e escrevem o que quiserem. Pode-se também, colocar uma foto ou desenho da criança nele. Desenhos para ao papai;
· Entregar uma folha de ofício com o nome do pai para que as crianças rasguem as letras separando-as e depois montem o nome do papai no caderno da maneira que acharem correta.
· Em um cartaz ou mural, passar tinta nos pezinhos das crianças, e escrever a frase: Pai, seguirei seus passos Ou "Pai, teus pés me abrem o caminho, eu sigo e nunca me sinto só..." Aproveitar o cartaz para contar quantos pezinhos tem? Quantos dedos em cada pé? Qual é o pé maior, o menor?
· Cantar, recitar e fazer atividades de recorte, modelagem, desenho livre ou pintura, ligados ao tema.
· Música: que seja ouvida, cantada e dançada pela turma:
PAPAI MEU AMIGÃO
(Melodia: No ritmo de ciranda cirandinha)
Papai meu amigão
Hoje eu vou comemorar
Vou te dar muitos beijinhos
E depois te abraçar
Com amor e com carinho
Do fundo do coração
Batam palmas pro papai
Que é meu grande campeão
Pedir confidencialmente à mamãe que envie uma camisa e algum acessório do papai para a escola. As crianças levam um cartão, com antecedência, pedindo ao pai que naquele dia em especial os busque na escola. Caso o pai não possa ir deve ser avisado às mães para que não haja constrangimento. Na saída, todos vestidos com as roupas e acessórios de seus pais, com a lembrança e/ou cartão. Nas meninas pode se pintar ou colar um bigode postiço e prender os cabelos. Também pode ser colado um pequeno coração na roupa com algum dizer em especial.
Atividade de entrevista, com registro: Sugira que as crianças entrevistem os pais. Elas podem perguntar qual é o esporte preferido dele, o prato que mais gosta, qual o lazer favorito e que revistas ou jornais ele lê. (Convidar um dos pais para responder a entrevista na sala de aula: enviar convite marcando a data com antecedência)
Num segundo momento, roda de conversas e aproveitando as entrevistas. Deixar os alunos entrevistarem o pai convidado. Fazendo perguntas um de cada vez.
Monte mural ou cartazes com figuras de pais em ambiente de trabalho, converse com os alunos sobre a importância do trabalho para as pessoas.
Explore canções, poemas e livros que falam da figura paterna.
Confeccione cartões, diplominhas, acrósticos com o nome do papai, jogo da memória;
Estimule as crianças a desenharem seus pais ou famílias;
Poema:
Para o meu papai amado
Um presente fui comprar.
Mas, na loja não havia
O amor que quero dar!
Escrever o poema em uma folha de cartolina ou craft com letra imprensa maiúscula
Explorar letras ou palavras no mesmo pedindo as crianças que ao encontrar a letra ou palavra pedida pintem com uma determinada cor.
Exposição com vários painéis: um com fotografias de todos os pais da sala, outro com recorte e colagem de presentes que os filhos gostariam de dar aos pais, outro com desenhos livres para o papai, outro com o desenho da figura do pai, tudo com a identificação do filho.

PROJETO : MEIOS DE TRANSPORTES


Em um passeio pela Internet encontrei esses projetos sobre Meios de Transporte e achei super interessantes. Não poderia deixar de compartilhar essas idéias com vocês.

Fonte:
http://revistaguiainfantil.uol.com.br/professores-atividades/90/imprime184616.asp

Projeto1: Os Automóveis - Bip! Bip! Fom! Fom!

Projeto: Os Automóveis - Bip! Bip! Fom! Fom!
No NEI-CAp/UFRN, o projeto sobre meios de transporte teve início quando a professora Patrícia percebeu o grande interesse dos alunos pelos automóveis. Então, ela planejou atividades que mostrassem a evolução dos meios de transporte em geral e aprofundassem o conhecimento da turma sobre os carros. Segundo Patrícia, o principal objetivo era fazer com que a turma compreendesse a evolução dos transportes a partir das necessidades humanas, e para tanto aplicou as atividades a seguir.

Primeira etapa
★ Patrícia estimulou os pais a fazerem pesquisas em casa com os filhos sobre o tema "Os automóveis".
★ Também procurou verificar, logo no início, o grau de conhecimento dos pequenos sobre o assunto com perguntas como: O que são meios de transportes? Quais os meios de transportes que vocês conhecem? Em qual meio de transporte vocês vêm para a escola?
★ Em roda, conversou com os alunos sobre as informações coletadas.
★ A turma também fez a leitura de textos sobre o surgimento do automóvel e refl etiu sobre como era feito o transporte antigamente. Como as pessoas se deslocavam? Os animais serviam de transporte?
★ Uma exposição de fotos foi montada com todo o material pesquisado, fazendo uma linha do tempo na qual a invenção da roda foi tratada como um marco histórico.
★ As crianças observaram veículos estacionados na frente da escola, olhando desde o motor (bateria, radiador etc.) até a parte interna do carro (painel, direção, bancos, buzina etc.).
★ Também levantaram o que há em comum entre vários meios de transporte observando figuras de trem, avião, navio, carro, caminhão e ônibus.
O projeto "Bip! Bip! Fom! Fom!" foi um estudo marcado por momentos ricos de aprendizagem e de ludicidade. A alegria das crianças era percebida a cada dia de estudo, juntamente com o prazer de vivenciar todos os momentos, que foram únicos e inesquecíveis.
Patrícia Lúcia G. da Costa, do NEI-CAp/UFRN


Segunda etapa
★ Patrícia pediu que os alunos trouxessem para a escola caixas de papelão de diversos tamanhos. Então, ela as espalhou pelo chão e estimulou as crianças a compararem os tamanhos. Com as caixas menores, confeccionaram pequenos carrinhos. Cada aluno fez o seu e decorou como quis.
★As caixas maiores renderam carros mais interativos, nos quais as crianças entravam e brincavam de dirigir. Veja um passo a passo a seguir e divirta-se com seus alunos.
Carro interativo
Materiais:
★ 2 caixas desmontadas ★ papel para encapar o carro ★ tiras de papelão para a janela ★ cola quente e branca★ tinta guache preta ★ pincel★ tesoura e estilete
Dicas para decorar o carro
Retrovisor: pinte um pote de margarina de preto e cole papel laminado prata para imitar o espelho.
Rodas: pinte com tinta preta 2 pratinhos de papelão. Corte um círculo e faça a calota com uma garrafa pet pequena coberta com papel alumínio. Junte as rodas com uma tira de EVA.
Farol: cole papel celofane no fundo da garrafa pet cortada.
Lanterna: use um retângulo de EVA preto coberto com papel celofane vermelho.
Direção: cubra um rolinho de jornal com EVA preto.
Placa: pinte um retângulo de papelão com tinta branca.
Leitura!
Míni Larousse da Educação no trânsito

Esse livro explica para o jovem leitor, de maneira clara e concisa, a necessidade e o sentido das leis de trânsito e as convenções internacionais. Responde a várias dúvidas das crianças, por exemplo: por que os veículos devem andar na rua e as pessoas a pé na calçada? Como atravessar a rua com segurança? Quais os cuidados e as regras para andar de bicicleta? Por que a rua não é o melhor lugar para brincar?
Autora: Laura Bacellar
Ilustrações: Elisabeth Teixeira
Assuntos: comportamento, convivência, educação, saúde
Preço: R$ 22,90
Onde encontrar: www.larousse.com.br - SAC 0800 772 2120

PROJETO : PROFISSÕES

Duração: 1 mês
Público Alvo: Alunos da Educação Infantil

Objetivos

· Conhecer e valorizar os diversos tipos de profissões;
· Desenvolver a criatividade;
· Desenvolver a linguagem oral e escrita

Justificativa

Diante da complexidade de trabalhar o tema profissões na Educação Infantil, foi pensado duas alternativas para desenvolve-lo de forma significativa. Alternativas estas que estão descritas a seguir.

1ª alternativa

Para iniciar este trabalho o professor deverá antecipadamente recorrer a entrevistas para conhecer as profissões dos pais dos alunos e a partir das profissões descritas criar um projeto que visa levar os alunos ao conhecimento das profissões que estão inseridas no seu próprio cotidiano e dos seus colegas.

O desenvolvimento do projeto se dará mediante a criação de murais, dramatização das profissões, historia das profissões, textos, jogos, caça palavras, adivinhas, cruzadinha e ilustrações.

Para a culminância do projeto um dos pais poderá ser convidado para ir na escola falar da sua profissão para as crianças.

2ª alternativa

Serão escolhidas dez a doze profissões relevantes

Exemplo

Professor
Medico
Carteiro
Pintor
Motorista
Padeiro
Dentista
Bombeiro
Soldado
Costureira
Cozinheiro
Cabeleireiro

Cada dia o professor apresentará uma das profissões levando para a roda gravuras, músicas e textos sobre as mesmas explorando principalmente o conhecimento prévio das crianças.

Após isso, será elaborado um álbum de figurinhas com a descrição básica de cada profissão e espaço para ilustração do aluno. A figurinha poderá ser feita pelo professor e numerada para que o aluno a cole no lugar correto. Seria interessante não colar todas as figurinha no mesmo dia

PROJETO : VIVA A NATUREZA

VIVA A NATUREZA!
(PRESERVAÇÃO, AGUA, PLANTAS, ANIMAIS, COLETA SELETIVA E RECICLAGEM)



Duração: 2 meses
Período: Agosto e Setembro
Público Alvo: Alunos do Maternal


Justificativa

Diante dos desafios do século presente, o seguinte projeto tem por objetivo reconhecer os problemas que desafiam o homem para a preservação do meio ambiente bem como seus componentes tais como ar, solo, água, plantas, animais.

O seguinte projeto será apresentado em cinco partes sendo assim:

PARTE I: Preservando a natureza
PARTE II: A água e sua importância
PARTE III: As plantas
PARTE IV: Os animais
PARTE V: O lixo: coleta seletiva e reciclagem

OBJETIVO GERAL
· Explorar o ambiente, para que possa se relacionar com pessoas, estabelecer contato com pequenos animais, com plantas e com objetos diversos, manifestando curiosidade e interesse;

PARTE I: Preservando a natureza.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
· Reconhecer a ação do homem na transformação do meio ambiente;
· Incentivar o respeito à natureza.

Sugestões de Atividades
· A primeira parte consiste num trabalho bem informativo com muito bate papo e análise a respeito dos conhecimentos prévios dos alunos ao que diz respeito a natureza e seus componentes, apresentação do conceito de meio ambiente com leitura de imagens, assistindo filmes e músicas.


PARTE II: A água e sua importância


OBJETIVOS ESPECÍFICOS
· Reconhecer a importância da água;
· Sensibilizar a respeito do desperdício.


Sugestões de atividades
· Leitura de textos, histórias, parlendas, adivinhas que falem sobre o assunto;
· Produção coletiva de pequenos textos;
· Atividades com alfabeto móvel;
· Entrevista com um profissional da rede de tratamento de água;
· Atividades diversificadas envolvendo a escrita de palavras significativas sobre o assunto estudado;
· Situações-problema envolvendo a água;
· Jogo com dado/trilha;
· Observação do ciclo da água;
· Conversa sobre o desperdício da água nas diversas situações cotidianas;
· Experiências diversas com a água nos estados: sólido/líquido/gasoso;
· Vídeos que abordam o tema;
· Pesquisa de figuras que mostrem as diferenças entre a água limpa e a água poluída;
· Desenho livre e de observação;
· Recorte e colagem;
· Dobraduras;
· Releitura de obras de arte;
· Modelagem com areia e argila;
· Técnicas de pintura;
· Músicas e cantigas relacionadas ao tema;
· Ginástica historiada.



PARTE III: As plantas

OBJETIVOS
· Conhecer as características e o processo de desenvolvimento das plantas.

Sugestões de atividades
· Mostrar para as crianças gravuras de diferentes tipos de flores, pedir também para trazer gravuras de casa e utilizá-las;
· Indagar as crianças, problematizando o conteúdo quem sabe como a flor surge? Por que ela é tão importante? Como se desenvolvem outras flores?
· Solicitar às crianças que representem em desenhos a flor e como a imaginam;
· Cantar músicas sobre flores;
· Leitura do texto As flores.
· Propor o mesmo trabalho com folhas
· Realizar observação no pátio do colégio e colher diversos tipos de folhas;
· Comparar o tamanho, a forma, a textura, finas, grossas, as cores;
· Contar quantas folhas foram colhidas; Quantas menores, quantas maiores, quantas do mesmo formato;
· Colocar uma folha colhida em baixo de uma folha sulfit e passar o giz de cera ou lápis preto ou de cor em cima do papel e observar o efeito produzido;
· Picar algumas folhas, colocar em um vidro e cobrir com álcool, após duas horas observar e questionar as crianças sobre o que aconteceu. Por que as folhas ficaram esbranquiçadas?
•Explicar: Porque as folhas são verdes, que o que da cor verde as folhas.
· Experiência do pé de feijão.

PARTE IV: Os animais

OBJETIVOS
· Comparar os tipos de animais através da observação;
· Refletir sobre as características individuais de cada animal e risco de extinção;
· Identificar as características específicas de cada grupo de animais


Sugestões de atividades
· Organizar as crianças em roda. Pedir para cada criança trazer de casa figuras dos animais para confeccionar um mural.
· Procurar em revistas a primeira letra do nome de alguns animais;
· Cruzadinha faltando vogais;
· O que é o que é dos animais;
· Ilustração;
· Confeccionar uma cobra com sucata;
· Identificar os nomes dos animais estudados;
· Documentários;
· Fotos;
· Passeio ao zoológico.


PARTE V: O lixo: coleta seletiva e reciclagem

OBJETIVOS
· Conhecimento das características do lixo orgânico e reciclável;
· Compreensão da importância da reciclagem para a melhoria da qualidade de vida da população;

Sugestões de atividades
· Pesquisas em diferentes fontes (jornais, revistas, boletins).
· Confecção de cartazes;
· Estabelecimento de relações entre os materiais que utilizamos no dia-a-dia e seu reaproveitamento final;
· Criar brinquedos reaproveitando as garrafas pet’s.

PROJETO: CORPO HUMANO E SENTIDOS


Duração: 1 mês e meio
Público Alvo: Alunos da Educação Infantil

Objetivos:
· Identificar todas as partes do corpo;
· Conhecer as partes do corpo;
· Reconhecer os sentidos;
· Identificar e diferenciar as partes do próprio corpo com as partes do corpo dos amigos;
· Vestir-se e desvestir-se sozinhos.
· Conhecer a importância e a necessidade de se ter uma boa higiene;
· Relacionar Higiene e prevenção de doenças;
· Aprender como se pode ter uma boa higiene;
· Cultivar Hábitos saudáveis;
· Identificar os diferentes produtos de Higiene;
· Observar a falta de Higiene nos diferentes ambientes;
· Produzir cartazes sobre limpeza e higiene ambiental na escola;
· Trabalhar a expressão corporal e os cuidados com o corpo;
· Desenvolvimento da criatividade;
· Desenvolvimento de atividades lúdicas.

Sugestões de Atividades

· Estimular as crianças a: rolar, agarrar, sentar, engatinhar, andar em um pé só, andar sobre linhas – Trabalhando assim atividades de Psicomotricidade;
· Estimular o raciocínio e a atenção;
· Estimular a Socialização
· Estimular as crianças a explorar todos os 5 sentidos de forma abrangente.
· o professor deve orientar, com uma música clássica ao fundo, que os alunos, de olhos fechados, toquem cada parte do corpo: cabeça, cabelos, rosto, braços, mãos, pernas, pés, barriga etc.
· Em seguida, cada aluno deitará em uma folha grande o suficiente para que a professora ou os colegas contornem o perfil do seu corpo;
· Todos com seus perfis contornados deverão completar a figura de seu corpo acrescentando detalhes que o identifiquem;
· É interessante que tenha um espelho grande, onde o aluno consiga se ver inteiro e observe cada detalhe antes de desenhar;
· Concluir com a montagem de um mural com os auto-retratos do tamanho natural das crianças.
· Num segundo momento o professor deve conversar de forma informal sobre cada parte do corpo: boca, nariz, orelhas, braços, mãos, tronco, pernas, pés... Para que servem? – O professor deve provocar as crianças com esta pergunta para cada parte do corpo que for citada.
· Deixar que os alunos se expressem livremente, fazendo as devidas colocações e orientações.
· Ao fim da conversa sugerimos o trabalho com as músicas já bastante conhecidas em sala de aula, as quais as crianças adoram

1 - Cabeça, ombro, joelho e pé.
2 - Pop Pop:
3 - Remexo:
· É interessante apresentar um cartaz com as partes do corpo e deixar fixo na sala de aula.
· Montar bonecos articulados com as crianças, fazendo-as pintar, e deixar que brinquem a vontade por algum tempo – Modelos em anexo.

Os Sentidos...

Já tendo explorado bastante as partes do corpo, observado no espelho, dançando, tocando-o, relaxando... Passar para a segunda fase do projeto: Explorar os sentidos.

· Visão: Mostrar figuras coloridas pequenas, médias e grandes; figuras preta e brancas pequenas, médias e grandes; mostrar de longe, de perto, de muito perto – sempre perguntando o que estão vendo e como. Provocar os alunos para que percebam a importância da visão. E repetir a pergunta: Para que servem nossos olhos?

· Audição: Brincar de identificar sons de instrumentos, da natureza,vozes, barulhos em geral; falar bem baixinho, falar alto, propor que todos sussurrem, gritem, fiquem em silêncio. Enfim, através de diversas brincadeiras provocar para que percebam a importância dos ouvidos e da audição. Repetir a pergunta: Para que servem nossos ouvidos?

· Olfato: Brincar de distinguir diferentes cheiros de olhos vendados – Dizer cheiros que agradam e os que desagradam - provocando-os até perceberem a importância de nosso nariz, de nosso olfato.

· Paladar: Brincar de provar diferentes tipos de alimentos de olhos vendados – provocando-os até perceberem a importância da língua, de nosso paladar.

· Tato: Brincar de sentir diferentes texturas: algodão, lixa, esponja, água fria, água morna, gelo etc.) – provocando-os até perceberem a importância do tato, de sentir o toque. O professor pode criar uma caixa fechada com um buraco apenas para caber as mãos das crianças, e dentro dela devem conter diferentes materiais onde poderão tocar e dizer o que sentem se é macio ou áspero. Outra brincadeira legal é: de olhos fechados, descobrir em que parte dos eu corpo o colega está tocando.

Brincar com o corpo e com os sentidos...

O professor deve propiciar atividades diversas de Psicomotricidade:

· Pular em um pé som ao ritmo de uma música;
· Andar em cima de uma linha traçada no chão com uma bola na mão;
· Subir e descer escadas ao ouvir determinados sons;
· Engatinhar, saltar, com ritmo ou livremente;
· Virar cambalhota com auxílio do professor em um colchonete;
· Vestir e desvestir-se, com a roupa pedida, a cada ordem do professor;
· Dançar em diferentes ritmos;
· Pular entre bambolês;
· Imitar animais;
· Andar em curvas;
· Arremessar e agarrar bolas;
· Brincar de Chefinho mandou;
· Brincar de Morto-Vivo;
· Brincar de Estátua;
· Brincar de cabra-cega;
· E inúmeras outras atividades de acordo com a necessidade da turma, material disponível, tempo e desejo do professor...

Sempre é bom...

· Trabalhar com parlendas, adivinhas, trava-línguas;
· Desenhar livremente ou de maneira orientada – Exemplo: Desenhe seus olhos.
· Trabalhar pesquisas. Deixar que as crianças recortem e colem diferentes figuras de corpo humano;
· Usar as cantigas e brincadeiras de roda;
· Modelar bonecos, procurando colocar todas as partes do corpo;
· Criar um boneco do tamanho das crianças feito de sucata – Nomeá-lo, listar suas características de personalidade e caráter, cada parte do corpo que for sendo criada o professor aproveita para revisar tudo que já trabalharam.

COMBINADOS

Exemplos de combinados

Combinados da sala de aula:

· A entrada deve ser ordeira, calma e em fila.

· Não é permitido lanchar fora do horário e nem chupar chicletes.

· Colaborar na limpeza e conservação da sala, não jogando lixo no chão, não riscando as paredes.


Combinados na hora do recreio

· Não correr demais


Combinados para utilizar o banheiro

· Quando usar o banheiro, não se esquecer de dar descarga, lavar as mãos e fechar a torneira.


Combinados na hora do lanche

· Não falar com a boca cheia.


Combinados para utilização dos materiais escolares

· Cuidar do material escolar, deixando tudo organizado

· Ter cuidado para não danificar o material alheio quer tenha sido emprestado ou encontrado nas dependências da escola, devolvendo a quem pertencer.


Combinados na hora das atividades

· Levantar sempre o braço para pedir a palavra.

· Não interromper o professor ou um colega enquanto estes estão falando.


Combinados de relacionamento

· Respeitar os colegas, os professores, a direção, e os funcionários da escola, seguindo as suas instruções e tratando-os com carinho.


Combinados para utilização da biblioteca

· Manter silêncio, organização e ter cuidado com o manuseio dos livros para não danificá-los.


Combinados para utilização da Brinquedoteca

· Guardar os brinquedos após a utilização.



PROFESSOR SUA PALAVRA É IMPORTANTE, NÃO SEJA, PORÉM PRECIPITADO E NEM MANIPULADOR;


TODOS MERECEM SER OUVIDOS;


OUÇA TUDO ANTES DE RESPONDER;


EVITE FRASES ASSASSINAS COMO POR EXEMPLO "NÃO É ASSIM".

BRINCADEIRAS PARA BERÇÁRIO 06

TÚNEL DIVERTIDO

Um túnel para as crianças engatinharem por dentro pode ser feito com papelões grandes, cartolinas, diferentes tipos de tapetes, diferentes tipos de travesseiros e bolas, bóias de soprar ou animaizinhos, balões, colchas e almofadados. Experimente você primeiro mostrar para elas como devem agir para brincarem e elas aprenderão rápido. Engatinhar embaixo do túnel, brincar com balões, construir torres com travesseiros, etc. Para o início a utilização de materiais em abundâncias talvez seja exagerada. Comece talvez com alguns papelões e depois ofereça-lhes apenas balões, etc. Uma brincadeira de cada vez.

Fonte:http://www.qdivertido.com.br/verbrincadeira.php?codigo=154

BRINCADEIRAS PARA BERÇÁRIO 05

A MÚSICA DOS NOMES

IDADE: A partir de 4 meses.
TEMPO: 30 minutos.
ESPAÇO: Sala de atividades, pátio ou jardim.
OBJETIVOS: Reconhecer o próprio nome e reforçar o vínculo com o educador.


PROCEDIMENTO: Escolha uma música na qual você possa incluir o nome das crianças. Alguns exemplos: “Se Eu Fosse um Peixinho”, “A Canoa Virou”, “Ciranda, Cirandinha” e “Fui no Itororó”. Reúna a turma em um local agradável e cante. Os bebês também podem participar, já que a intenção é fazer com que se familiarizem com os nomes. Aos que já andam, sugira uma roda, que vai se formando com aqueles que ouvem o próprio nome.

BRINCADEIRAS PARA BERÇÁRIO 04

TEATRO DE BONECOS

IDADE: A partir de 1 ano e meio.
TEMPO: 30 minutos.
ESPAÇO: Sala de atividades, pátio ou biblioteca.
MATERIAL: Fantoches ou dedoches.
OBJETIVO: Conhecer a rotina da escola enquanto conversa com os personagens.


PROCEDIMENTO: Sente-se com as crianças no chão e faça os bonecos “conversarem” com cada uma. Você pode fazer perguntas como:
- Quem trouxe você para a escola hoje?
- Você tem amigos? Quem são?
- Você já brincou no parque?
- Você já tomou lanche?

BRINCADEIRAS PARA BERÇÁRIO 03


BRINCADEIRA CUIDADO COM A BONECA

IDADE: De 1 a 3 anos.


TEMPO: 30 minutos.


ESPAÇO: Sala de atividades.


MATERIAL: Bonecas, roupinhas de boneca, retalhos de tecido, mamadeiras e chupetas.


OBJETIVOS: Jogo simbólico; tocar o colega; e ter um bom relacionamento com o grupo.


Esta brincadeira é para meninos e meninas, pois tem o objetivo de desenvolver o relacionamento interpessoal, promovendo atitudes de cuidado e carinho com o outro (necessidades que são comuns a todos, independentemente do sexo). Isso vai se dar no faz-de-conta, momento que a criança aprende sobre as interações sociais. Por isso, é importante ter seu espaço garantido e valorizado na rotina. Proponha que cada um pegue uma boneca e cuide dela como se fosse sua filha. Os pequenos devem dar banho, trocar fralda e fazer carinho.

BRINCADEIRAS PARA BERÇÁRIO 02


Uma idéia para crianças que engatinham

Se você sabe tricotar, faça uma luva, se não adquira uma e pregue nas extremidades de cada dedo um pequeno sininho! Você poderá também desenhar uma carinha nos dedos e se quiser mais costure lã que será o cabelinho das carinhas. Elas adorarão!

BRINCADEIRAS PARA BERÇÁRIO 01

BRINCADEIRA CHUVINHA DE PAPEL
IDADE: De 8 meses a 3 anos.
TEMPO: De 15 a 30 minutos.
ESPAÇO: Sala de atividades.
MATERIAL: Revistas e jornais velhos.


OBJETIVOS: Relaxar de forma ativa (e não apenas em posição de repouso) e interagir de maneira lúdica com o educador e os colegas.


DESENVOLVIMENTO: Sente-se com a turma no chão, em torno de uma pilha de revistas e jornais velhos. Deixe que todos manipulem e rasguem as páginas livremente. Junte os papéis picados num monte e jogue tudo para o alto. Vai ser uma festa! Depois, o papel picado pode ser aproveitado em colagens ou modelagem de bonecos.

RASGAR E AMASSAR
Objetivo: Estimular a coordenação motora

Encapei esta caixa de papelão e coloquei catálogo e revistas velhas para a atividade.





No primeiro momento Aline observou como eu rasgava e amassava, depois ela experimentou fazer o mesmo.
Experimentamos a atividade uma vez por semana e a cada vez ela consegue realiza-la com mais facilidade.

LISTA DE BRINQUEDOS PARA O BERÇÁRIO


Encontrei essa lista de brinquedos para Berçário aqui na Net e achei legal compartilhar:


2 carrinhos de empurrar
2 ou 3 piscinas redondas
5 bolas dente de leite
Bolinhas e quadrados de várias texturas e materiais
Fantoches de animais e personagens
Infláveis
Instrumentos musicais
Chocalhos
Mordedores
Bichinhos de plásticos
Brinquedos sonoros
Móbiles
Bichos de pelúcia
Livros de pano e plástico
Bonecas de pano
Módulos de espuma
1 bola de fisioterapia
Bambolês

PALAVRA CHAVE - ESTÍMULO


O ensino-aprendizagem dos bebês está diretamente ligado a ESTIMULAÇÃO.

Por isso lembre-se, pouca estimulação, pouco desenvolvimento e aprensizagem, mais estimulação, maior o desenvolvimento. Seguem algumas dicas práticas para você realizar com o seu bebê em casa, na igreja, na escola, sempre que puder:


Estimulando seu bebê

Todos os bebês precisam de estímulos para desenvolver-se intelectualmente, fisicamente e emocionalmente. Estimulando o bebê você vai notar grande desenvolvimento nestes três sentidos. Sem falar que enquanto você estimula o seu bebê você está criando laços afetivos com ele, e isso é o que há de melhor nesta hora. O estímulo deve ser de acordo com idade do seu bebê. Cada bebê é único, por isso não é aconselhável à comparação entre dois bebês. Cada um aprende no seu tempo. Quando se bebê estiver pronto, ele vai pegar objetos, engatinhar, andar, falar, etc.

Estímulo para bebês de: 0 – 3 meses
Massagem no corpo: um dos primeiros contatos que o bebê tem com o mundo é o das mãos. O tato é o seu sentido mais desenvolvido. Por isso faça uma massagem bem gostosa usando um óleo ou um loção hidratante para bebês. Faça movimentos suaves, um toque não muito firme, mas também não muito leve. Certifique-se que o bebê não é alérgico ao óleo ou ao hidratante.


Boca Sonora: seu bebê vai adorar quando você faz barulhos com a boca. Imite sons de animais, estale a boca fazendo barulho de beijos, assobie... Crie vários sons, você notará que seu bebê vai amar... Só não faça sons que assustem ou muito altos, porque a reação do bebê será contrária da que se espera.Conversa de Barriguinha: coloque o seu bebê deitado de barriga para cima ajoelhando-se ao lado dele. Encoste sua boca na barriga do bebê e diga palavras, variando sons e altura da voz. Ao terminar dê um beijinho na barriga dele e olhe para ele sorrindo. Seu bebê vai amar!

Cadê?: Coloque o seu bebê sentado e sente na frente dele. Tenha vários objetos e brinquedos coloridos perto de você. Mostre o brinquedo para o bebê. Depois cubra o brinquedo com um paninho. Diga ao bebê: Cadê? Ou Sumiu! Espere alguns segundos e descubra o brinquedo e diga Achou!
3 – 6 meses
Continue fazendo o que fazia nos primeiros meses, como massagem, boca sonora e cadê? e acrescente: Pega-pega: Diferente do pega-pega que conhecemos, esse pega-pega é para estimular o bebê a pegar objetos. Desde já tenha mordedores macios para que eles possam morder e coçar a gengiva quando vierem os dentes. A outra função dos mordedores é estimular o bebê a pega-los. Coloque o bebê de barriga para cima, pegue o mordedor onde obebê possa ver. Encoste o mordedor nas mãozinhas o bebê e leve até onde ele possa ver. Você notará que ele tentará pegar o mordedor.

Rolar: Coloque um cobertor no chão, de preferência encima de um tapete. Coloque o bebê encima do cobertor no meio. Levante devagar um lado do cobertor enquanto conversa com o bebê. Vai puxando até o bebê rolar e ficar de bruços. Quando isso acontecer, bata palmas, sorria e mostre a sua alegria ao bebê. Repita até o bebê se cansar.Logo ele estará rolando sozinho.

6 – 9 meses
Continue estimulando o bebê com as algumas das brincadeiras anteriores e acrescente:Barulhos: pegue panelas, potes plásticos e uma colher de pau. Mostre ao bebê batendo a colher de pau nas panelas e potes plásticos. Nesta idade bebê adora barulho. Dê a colher de pau a ele e fique de olho. Deixe que o bebê bata e faça bastante barulho. Ele vai amar.Livros, figuras, bichos de pelúcia: Imprima ou compra livros próprios para bebês com figuras de animais, comidas, flores, etc. Mostre a ele cada figura e vá dizendo o nome de cada uma delas. Embora ele não saiba repetir estará entendendo tudo e acrescentando cada vez mais palavras ao seu vocabulário.

Túnel: Quando seu bebê engatinhar, coloque no caminho dele uma caixa de papelão maior do que ele para que ele consiga passar dentro do túnel. Fique do outro lado chamando o bebê. Fazendo isso além de aventurar-se o bebê estará desenvolvendo sua capacidade cognitiva e raciocínio além de percepção mais aprofundada eaprenderá a solução de problemas.

9 – 12 meses
Continue com os estímulos anteriores e acrescente: Túnel com 3 caixas: agora além da primeira caixa tem mais 2!!! Coloque as caixas e dentro das caixas bichinhos de pelúcia para serem obstáculos. Vá para o outro lado da caixa e chame o bebê. Isso estimula a exploração de ambientes novos, e além disso tem obstáculos que ajudam o bebê a solução de problemas e desenvolve o corpo.

Caiu! : Use caixas de leite ou blocos próprios para bebês. Coloque o bebê sentado e ao redor dele os blocos. Mostre a ele como se constrói os blocos e peça que ele faça o mesmo. Quando a torre estiver pronta deixe o bebê derrubar. Faça isso até o bebê se cansar. Essa atividade ajuda o bebê a conhecer causas e efeitos.Essas atividades estimulam o bebê a desenvolverem seus sentidos e a perceber melhor o mundo a sua volta. Mas lembre-se que cada bebê tem o seu ritmo e não force-o a fazer nada que ele não queira. Bom divertimento!

CARTA DO BEBÊ AO SEUS PAIS

Papai e mamãe
Eu preciso que você acredite que eu posso e preciso aprender.
Ainda não falo, ainda não ando e ainda não leio, sou pequenininho, mas leio o mundo a minha volta, sou uma esponjinha que absorve tudo a minha volta.
Sinto, ouço, vejo, processo tudo na minha mente e na minha alma como um HD o km, de um bom computador.
Por isso, preciso muito que você, papai e mamãe conheça mais o meu universo, minhas necessidades, minhas possibilidades, que você aprenda as brincadeiras que eu gosto e que ajudam no meu desenvolvimento, a minha massagem favorita, os louvores que eu gosto de cantar para Jesus. A minha história favorita, você precisa repetí-la em casa durante a semana, demora muito ter que ouví-la somente no outro domingo.
As brincadeiras que me fazem crescer feliz, mamãe tem tanta coisa legal que eu aprendo na igreja e na escola, eu quero ter em casa também!!!
Enquanto eu não posso falar, pergunte para a minha professora do berçário, ela vai te contar tudinho e por favor mamãe, pare para ouvir, aprenda! eu preciso de você!!
Não me deixe na porta do berçário para sair correndo ao culto, por favor mamãe, pergunte para a professora o que eu vou aprender hoje, pergunte mamãe, pede para a professora te ensinar como eu posso crescer como João Batista e como Jesus, robustos em espírito.
Mamãe, que durante a semana em nossa casa, você possa sentar no chão comigo, igual na igreja e na escola e que nós dois possamos ter momentos tão gostosos e que fazem muita diferença na minha vida, são marcas para toda a minha vida e este tempo não volta nunca mais.
Te amo mamãe, ouvi tudo isso no meu berçário e deixo esta cartinha para você...
Beijos

MEU SONHO E ORAÇÃO POR CLAUDIA GUIMARÃES

Eu tenho este sonho, oro e suspiro por isso, no dia em que os pais na igreja conhecerem e entenderem a importancia deste momento. Eu sonho e oro pelo dia em que:


> Os pais e as mães descobrirem que o berçário na igreja não é depósito de bebês


> Com prazer estarão no berçário compartilhando de momentos abençoadores com seus filhos e aprendendo como investir desde cedo em suas vidas


> Na igreja existirá um espaço rico de estímulos para os bebês, onde há verdadeiro investimento em suas vidas, onde há presença de Deus, aprendizado e crescimento


> O berçário na igreja será um espaço de unidade para a família (pai, mãe e bebê) e não um elo perdido,onde a família tem prazer de estar juntas para abençoar seu filho


> Os pais entenderão o propósito do berçário na igreja, investirão, e participarão com seus bebês.


> Entender e valorizar mais do que o mundo valoriza... Pois no mundo os pais pagam muito caro para ter estes momentos com seus filhos em escolas, consultórios de psicólogas, em escolas de desenvolvimento infantil. E como igreja, nós que entendemos a palavra de Deus e em obediência queremos desenvolver um trabalho integral ( corpo-alma e espírito) com os bebês, choramos tanto em ver o atraso, a ignorância e inoperancia da igreja em relação aos bebês de 0 a 3 anos.


Que as escamas dos olhos venham cair em nome de Jesus enquanto há tempo!! Por isso não me canso de trabalhar em nome de Jesus, em prol dos mais esquecidos do rebanho de Jesus o Bom Pastor, pois os bebês são as primícias deste rebanhoque pertence a ELE, e cada um dará conta...


Se você deseja ser instrumento de Deus para que este sonho se realize, faça o curso, prepare-se, multiplique a visão de Deus!

BÍBLIA DO BEBÊ


Queridas professoras e líderes do berçário, não pode faltar em cada berçário bíblias para os nossos pequenos, há várias versões de bíblias para o bebê e de várias editoras.
Não deixe de ter no mínimo 3 bíblias no seu berçário, mas atenção!! Não é para esta bíblia ficar no armário da professora, e nem somente para ela manusear.
A Bíblia é exatamente para o bebê, é feito deste material durinho para que o bebê não rasgue, ele pode babar a vontade na bíblia e depois você passa um paninho umedecido levemente de álcool na biblia e el está pronta para outra.
Enquanto o bebê mauseia, explora a bíblia através do tato, visão e até através do paladar ( pois ele vai colocar na boca sim), sente-se ao seu lado e vá falando com ele, que a Bíblia é a palavra de Deus, que a Bíblia fala sobre o amor de Jesus por nós, que todas as histórias que contamos para você, estão na Bíblia. Cante também alguns trechos de louvores que falem sobre a Bíblia. É algo bem informal, deixe a criança explorar enquanto fala e canta ao seu lado...
Incentive e oriente os pais a fazer em casa todos os dias, o que você só pode fazer uma a duas vezes por semana com o bebê na igreja. Elabore cartinhas para os pais com dicas e orientações sobre brincadeiras, histórias, atividades, etc. tudo o que você desenvolve com o bebê no berçário ( se realmente vc faz e sabe o que fazer???). A criança e os seus pais colheram os frutos, pode ter certeza!

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR PARA A CRIANÇA



A Importância do Brincar para a Criança

Brincar é trabalho! Que coisa é essa?Talvez poucos pais saibam o quão importante é o brincar para o desenvolvimento físico e psíquico do seu filho. A idéia difundida popularmente limita o ato de brincar a um simples passatempo, sem funções mais importantes que entreter a criança em atividades divertidas, tais como assistir a uma televisão, pintar ou colorir figuras pré-desenhadas entre outras.Inúmeras vezes os próprios pais inibem as brincadeiras dos seus filhos, exigindo organização e acreditando que os estão ajudando, acelerando a aquisição de comportamentos desejáveis: manter tudo organizado e limpo. Estão na verdade, queimando uma etapa muito importante do desenvolvimento infantil. Pelo brincar a criança está experimentando o mundo, os movimentos e as reações, tendo assim elementos para desenvolver atividades mais elaboradas no futuro. Através do simbólico jogo da brincadeira, a criança irá entender o mundo ao redor, testar habilidades físicas (correr, pular), funções sociais (ser o construtor, o dentista, a secretária), aprender as regras, colher os resultados positivos ou negativos dos seus feitos (ganhar, perder, cair), registrando o que deve ou não repetir nas próximas oportunidades (ter mais calma, não ser teimoso). A aprendizagem da linguagem e a habilidade motora de uma criança também são desenvolvidas durante o brincar.
Hoje é comprovado que bebês que recebem estimulação de brinquedos, que permitam sua participação ativa através do seu manuseio, não apenas como observador, desenvolvem mais a inteligência e demonstram maior interesse pelo aprendizado. A brincadeira permite um extravasar dos sentimentos, auxilia na reflexão sobre a situação, criando várias alternativas de conduta para o desfecho mais satisfatório ao seu desejo. O ato de brincar com outras crianças favorece o entendimento de certos princípios da vida, como o de colaboração, divisão, liderança, obediência às regras e competição.
A realização da ludoterapia (terapia através do brincar), tem mostrado excelentes resultados em crianças com diversos tipos de dificuldades e/ou problemas. A ludoterapia permite que a criança expresse seus medos, conflitos e ansiedades, possibilitando (com auxílio do terapeuta) a elaboração destes sentimentos. Portanto, as crianças tendo a oportunidade de brincar, estarão mais preparadas emocionalmente para controlar suas atitudes e emoções dentro do contexto social, obtendo assim melhores resultados gerais no desenrolar da sua vida.
FONTE : CLAUDIA GUIMARÃES

BERÇÁRIO TAMBÉM É LUGAR DE ...


BERÇÁRIO NÃO!
Espaço de desenvolvimento sim!


Cheguei a conclusão de que o nome BERÇÁRIO deve ser abolido em nossas igrejas... Ao ouvir a palavra berçário, nos vem a mente berços, bebês dormindo, silêncio absoluto, inatividade, etc...





Quando temos a visão de Deus para um trabalho com os bebês, com os pais, com as gestantes, queremos um espaço vivo, alegre, onde as coisas aconteçam onde as crianças sejam abençoadas e se desenvolvam física, emocional e espiritualmente, e não um lugar onde o bebê dorme o tempo todo para não atrapalhar o culto dos adultos.

Espaço de desenvolvimento infantil, este nome sim define exatamente o que eu quero com os bebês. Um espaço onde o desenvolvimento da criança realmente acontece, promovido por pessoas que amam a Jesus e desejam realmente ser um instrumento de benção para uma nova geração, que começa com os bebês, com os pequeninos.

Uma boa parte dos "berçários" nas igrejas, não passam de depósitos de bebês, alguns bem decorados, outros não, alguns com equipe de "cuidadoras" outros, não, há uma variedade de perfis.

Mas o que é comum na grande maioria, é a falta de visão, a começar pelo espaço, um cubículo, com berços e uns restolhos de brinquedos... O que é ensinado a estes bebês? Quais as atividades que são realizadas neste período tão precioso em que elas estão na igreja?

O que tem sido ensinado aos pais?? Infelizmente nada... ninguém pode dar o que não tem não é mesmo? Não se sabe nem mesmo o básico, que bebês aprendem e estão ávidos por aprendizado, não é mesmo? Por isso o ciclo da ignorância continua perpetuando os espaços chamados de berçários. que na verdade, são depósitos de crianças.

Mudança? Creio que pode haver mudança somente através de corações que amam verdadeiramente a Jesus e estão dispostos a ouvir a sua voz. Pessoas que tem um coração quebrantado para retirar o velho e deixar Deus derramas o novo.

Este é o tempo! Qum tem ouvidos para ouvir, ouça o que o Espírito Santo está dizendo a sua igreja.

Estude, leia, faça cursos, aprenda, cresça,é preciso preparo para realizar um trabalho de verdade com os bebês, com o maternal, com a 1a infância, a fase de ouro do ser humano, que na igreja é tão desprezada, tão pouquíssimo investida.

Busque conhecimento e preparo, ouça a voz de Deus, e permita que Jesus use a sua vida para ser um agente de mudança, para acabar com os depósitos de bebês na igreja e transformar em lindos espaços de desenvolvimento infantil.




E crescia Jesus em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus
e dos homens. Lucas 2:52

FONTE : CLÁUDIA GUIMARÃES